31 de outubro de 2014

Notícias - Inventado um pastel de nata que é só pôr no microondas e já está

Texto integralmente retirado de: http://www.publico.pt/ciencia/noticia/inventado-um-pastel-de-nata-que-e-so-por-no-microondas-e-ja-esta-1674572



"O pastel de nata tradicional perde a piada horas depois de ser cozido. A química explica o que acontece. Quando o pastel sai do forno, a massa folhada está crocante e o creme quente. Mas à medida que arrefece, a água que existe no creme infiltra-se na massa folhada, amolecendo-a. Mesmo que se aqueça de novo no microondas, o resultado é um pastel mole. Agora, a empresa Mealfood e uma equipa de cientistas da Universidade de Aveiro uniram-se para inventar um pastel de nata já cozido que se aquece em 60 segundos no microondas e continua crocante, anunciou nesta quarta-feira a Universidade de Aveiro num comunicado.
[...]
Para alcançar esse objectivo, os investigadores usaram um polissacarídeo, que é um hidrato de carbono complexo. O polissacarídeo utilizado é o hidroxipropilmetilcelulose (HPMC), que é hidrófobo. Ou seja, não deixa a água aproximar-se. E é por isso que torna a massa folhada mais impermeável, não deixando a água infiltrar-se e evita que a massa amoleça.
O HPMC já é um aditivo alimentar usado noutros alimentos. Além de o terem colocado na massa folhada, os cientistas também usaram o HPMC no creme. Deste modo, quando o pastel é aquecido no microondas, a água do creme não ferve e não rasga a película de nata, que é tão característica do pastel de nata.
Testaram-se vários polissacarídeos, em várias concentrações, até se obter a este resultado. “É uma aprendizagem entre aqueles que sabem fazer o pastel e aqueles que têm a ciência e a teoria por trás”, defende por sua vez Manuel António Coimbra.
O pastel tem ainda um benefício nutricional, já que leva menos gordura, por isso, é menos calórico. Em vez das 230 a 240 calorias dos pastéis de nata convencionais, este tem 184.
O novo produto está agora à espera de uma patente portuguesa, que já foi pedida. Entretanto, existe um design de embalagem que leva seis pastéis. Quando chegarem ao mercado, só será preciso aquecê-los e comê-los — de preferência, com canela."

Sem comentários: