29 de junho de 2011

Pesto

Tenho uma planta de mangericão que se tem fartado de dar folhas e parece-me que quantas mais tiro mais ele dá :) Assim sai barato usar mangericão. Em compensação, no dia em que vi o preço a que estão os pinhões ia caindo para o lado.
Costumo torrar os pinhões porque acho que ganham sabor, mas hei-de experimentar fazer a receita com eles crus. Baseei-me nesta receita mas as medidas são sempre a olho. As que aqui estão são as que usei da última vez. A pasta depois de feita dura bastante no frigorífico coberta com azeite.

Pesto

 
  • 30 gr queijo parmesão
  • 40 gr pinhões
  • 15 gr folhas de mangericão
  • 15 gr azeite
  • 1 dente alho sem veio
  • 1 c café flor de sal
Colocar os pinhões numa frigideira anti-aderente e levar a lume brando até que escureçam.
Colocar o queijo na Bimby e dar uns golpes com o turbo.
Juntar os restantes ingredientes (excepto o azeite) e triturar 15 seg., vel. 9.
Com a bimby em funcionamento na vel. 5 ir juntando o azeite (se salpicar, colocar o copo e deitar o azeite sobre a tampa).

Pode ser dissolvido num pouco de água de cozer a massa e acompanhar com esparguete ou então em mais um pouco de azeite.
Também pode ser servido com tostinhas.

18 de junho de 2011

Lasanha de Beringela e Soja

Comprei soja granulada sem saber o que fazer com ela. Vi esta receita na net que me pareceu muito apetitosa, alterei os ingredientes para os que tinha e ficou deliciosa. A receita original não leva massa mas eu adicionei placas de lasanha das que não precisam de cozedura. Como a receita tem pouco molho a lasanha tostou nas pontas e o prato ganhou uma textura crocante muito agradável. Esta receita dá algum trabalho, mas vale a pena. Comi o que sobrou no dia seguinte e ainda estava delicioso :)
Pode-se aumentar a receita aumentando a quantidade de soja e de molho de tomate. Também deve ficar boa com courgette (em conjunto ou mesmo substituindo a beringela).

Lasanha de Beringela e Soja
(2/3 Pax)

  • 1 beringela
  • 1 cháv. soja granulada
  • 1/2 lata tomate em pedaços
  • placas de lasanha 
  • 1 cebola pequena
  • 2 dentes alho
  • queijo parmesão
  • algumas gotas de limão
  • azeite
  • sal
  • pimenta
  • cominhos
Mise en place:
Colocar a soja numa tigela e cobrir com água a ferver. Deixar repousar 20/30 min.
Cortar a beringela em fatias longitudinais e colocá-las em água com limão e sal (para que a beringela perca o sabor amargo). Deixar repousar ~10 min.
Colocar um grelhador a aquecer em temperatura média.
Colocar o forno a aquecer a 175º.

Preparação:
Refogar no azeite a cebola e o alho picados. Adicionar o tomate e deixar cozinhar em lume brando.
Passar a beringela por água corrente. Grelhar as fatias de beringela no grelhador até que fique macia.
Entretanto escorrer a soja, passar por água e juntar ao refogado. Temperar com sal, pimenta e um pouco de cominhos, deixar apurar e reservar.

Montagem:
No fundo de um pirex colocar um pouco do refogado de soja. Por cima, colocar as placas de lasanha e as fatias de beringela.
Repetir esta sequência e terminar com refogado de soja.
Com a faca de descascar vegetais, tirar lascas de queijo parmesão e colocar por cima da lasanha.

Cobrir o pirex com papel alumínio e levar ao forno durante 30 min. No final desse tempo, retirar o papel e ligar o grill por mais 5 min.

Bom apetite! :)

13 de junho de 2011

Souvenires - Physalis

Uma colega minha trouxe-me algumas physalis de uma planta que tem no quintal. Não fazia ideia que se davam bem no nosso clima.


Nunca liguei muito a este fruto até o M. fazer questão de as ter a decorar o nosso bolo de casamento. Agora gosto muito delas :)

9 de junho de 2011

Quero provar... Queijo pecorino tartufo

Ao ler este blog descobri este queijo

Queijo pecorino (fotografia retirada de http://www.artisanalcheese.com)

e acho que deve ser delicioso. Será que arranjo disto em Portugal?

4 de junho de 2011

Empadas da Vovó Belita

Longe vão os tempos em que passava as tardes a fazer empadas com a minha avó. Mas o cheirinho e o sabor da massa feita com azeite nunca vão desaparecer.
A receita que fiz não foi exactamente igual à da minha avó, mas ela também fazia tudo a olho e "mais ou menos assim" ;)
O recheio da receita original é feito com galinha, mas desta vez usei peito de peru já assado no forno. Ficou saboroso mas um pouco seco por isso da próxima vez ou faço a galinha com bastante refogado para ter um pouco de molho ou adiciono um pouco de molho bechamel.
A receita da massa é quase igual à da minha avó mas foi retirada de um fórum de receitas da bimby.

Empadas
(9 unidades)
Massa:
  • 200 g farinha
  • pitada de sal
  • 20 g água
  • 40 gr azeite
  • 1 ovo grande
Colocar todos os ingredientes da massa no copo: 15 seg, vel 6.
Se precisar de guardar a massa, fazer uma bola com a massa, envolver em película aderente e guardar no frigorífico.

Recheio:
  • carne de perú já cozinhada
  • azeite
  • cebola
  • alho
  • salsa
  • limão
  • vinho branco
Na bimby, triturar a carne e reservar.
Colocar a cebola e o alho e picar 6 seg., vel. 5.
Refogar durante 7 min, temp. 100º, vel 1.
Juntar a salsa, o limão e o vinho branco e o frango e cozinhar mais 5 min.
Reservar o recheio e deixar arrefecer antes de montar as empadas.

Montagem das empadas:

Untar as formas com azeite.

Dividir a massa em 3 partes. Com uma das partes fazer 8 bolinhas e com as outras duas fazer 9 bolinhas iguais. Reservar as 8 bolinhas no frigorífico.
Com as restantes, numa superficie limpa estender cada uma das bolinhas em círculos (não têm que ficar perfeitos). Colocar cada círculo numa forma e, com a ajuda dos dedos ir espremendo a massa nas paredes da forma até que um pouco da massa saia para fora da forma. Atenção que a massa tende a encolher (como se pode ver na foto abaixo).
Colocar um pouco do recheio em cada uma das formas.
Estender cada uma das restantes bolinhas também em círculo (um pouco maior do que a boca da forma) e colocar por cima de cada forma. A massa de baixo deve unir-se com a de cima. Prensar bem as duas massas  na borda da forma e, com a ajuda de uma faca, recortar o restante à volta da forma.
Com esse restante fazer a tampa da última forma (achavam que eu tinha feito mal as contas, não achavam? :P). Esta foi a maneira que arranjei de não sobrar sempre um bocadinho de massa. Também podem dividir a massa em partes iguais logo de início e fazer um pastelinho com o que sobrar.
Neste momento as empadas já estão fechadas, mas a minha avó fazia sempre uns biquinhos:
Com o dedo indicador esquerdo empurrar a massa contra a forma ao mesmo tempo que, com o indicador e o polegar da mão direita, se dobra a massa por cima do outro dedo, fazendo um biquinho. Fazer isto várias vezes em redor de toda a empada.

Podem pincelar-se as empadas com um ovo batido antes de irem ao forno.

Levar ao forno a 180º até estarem douradinhas.


Servir com uma sopa ou uma saladinha :)
Bom apetite!

2 de junho de 2011

Souvenirs - Caril Tailandês

Este já foi oferecido há uns meses, mas ainda dura bem no meu frigorífico ;)


Obrigada ao D. que me trouxe este elemento típico da Tailândia.